sexta-feira, 13 de maio de 2011

THE SHOWDOWN

Nome: The Showdown

Diretor: Park Hoon-jeong-I
Roteiro: Park Hoon-jeong-I
Elenco: Park Hee-soon, Jin Goo, Ko Chang-seok
Ano: 2011
Duração: 111 minutos
Idioma: Coreano
País: Coréia do Sul
Gênero: Ação/Suspense
Sinopse: Soldados coreanos vão à guerra com a China após uma invasão. No meio disso, três soldados, que mal sobreviveram, estão sendo encurralados pelas forças chinesas, iniciando uma sangrenta batalha, não com seus inimigos, mas entre si.






Trailer:





Tensão e Ação na era das espadas.
Só isso ja me convenceria, mas The Showdown foi além.

 O filme já começa com tudo.

Logo de cara nos deparamos com uma batalha sendo travada entre os soldados coreanos e chineses, dentro de uma floresta e envolta de muita neve e sangue. Um espetáculo de lutas de espada, prezando pelo realismo e pela barbárie que é uma guerra, onde ninguém sai de cara limpa e pronto para fazer grandes e imponentes discursos. 
Estando em menor número que os chineses, os nossos amigos coreanos tomam uma "tunda", tendo sobrevivido apenas três soldados, que serão o centro de tudo do desenrolar da história que viria a seguir.

Os sobreviventes são os dois amigos "quase-irmãos" Heon-myeong e Do-yeong, que são de famílias nobres e que foram à guerra por motivos diferentes, sendo revelado no decorrer do filme. O terceiro sobrevivente é Doo-soo, o pobretão, que fugiu quando a batalha estava no ápice.
Feridos, cansados e sem chance alguma de revidar contra os chineses, eles acabam por se refugiar dentro de uma taverna abandonada, local no qual eles acabam por se encontrar e também onde as verdades, traições, ambições e o verdadeiro-eu de cada um, irão trazer uma tensa e agitada intriga entre cada um desses homens, que têm motivos de sobra para querer matar um ao outro.
Dentro da taverna as escalas sociais, físicas e hierárquicas serão esquecidas. O único objetivo é ser o único sobrevivente e conseguir voltar para casa, contando a história que lhe livre de conseqüências maiores.


Mas que grata surpresa eu obtive ao conferir essa belíssima e bem contada história de rancor e ódio. Eu sempre me surpreendo com esses tipos de filmes, em que pelo menos 80% do filme se passa em um único ambiente, tendo apenas certo número de pessoas interagindo entre si. Principalmente em The Showdown, onde cada um quer tirar a vida do outro na primeira oportunidade que surgir.
A tensão exigida felizmente é entregue com sucesso pelas mãos do diretor estreante Park Hoon-jeong-I, que desde o ano passado vinha fazendo o seu nome como roteirista de filmes de como "I Saw the Devil" e "The Unjust", uns dos grandes sucessos de 2010. Dessa vez, além de comprovar o seu talento como roteirista, ele também se mostra um diretor a se observar nesse futuro imediato. 
Com grande habilidade e fluidez, Hoon-jeong faz um vai-e-vem durante a história, mesclando o acinzentado e tenso presente contrastando com os coloridos flashbacks, que mostram como e porque cada um está presente naquela situação, sem nunca perder a mão e confundir o telespectador.


The Showdown é imperdível para os amantes das lutas de espadas, das intrigas e de uma boa história em que até o último instante não sabemos qual dos três personagens irá triunfar.
Além, é claro, de aproveitar e acompanhar o surgimento de um novo diretor de cinema coreano, que tem tudo para se transformar em um dos grandes.
 

3 comentários:

  1. Tagueei vc no Secret Doramas. ^^ Dá uma passada lá.

    ResponderExcluir
  2. Tem no Honja Fansubs. http://honjafansub.blogspot.com/

    (=

    ResponderExcluir